Corredora americana surpreende com foto de seu corpo após gravidez

Mãe de duas crianças, Stephanie Rothstein postou uma foto com a barriga flácida em sua conta no Instagram e dividiu opiniões com a imagem

Stephanie Rothstein
Foto: Reprodução/Instagram

A corredora Stephanie Rothstein deu à luz seu segundo filho em outubro de 2015. Recuperada do pós-parto e motivada a inspirar outras mulheres, Stephanie exibe em sua conta no Instagram, sem filtros e vergonha, os efeitos da gravidez no corpo dela. A mamãe atleta participou dos 10.000 m feminino na Rio-2016. E este ano, surpreendeu na rede social por mostrar o abdome ainda flácido, algo natural depois de enfrentar uma gravidez.

 

gravidez

Foto: Reprodução/Instagram

 

A imagem dividiu opiniões, pois muitos desaprovaram a iniciativa, enquanto outros a incentivaram e elogiaram. Mesmo com as dificuldades do pós-parto, a atleta sentiu-se encorajada a mostrar que não existem corpos perfeitos. Principalmente após ter filhos. “Quando eu olho para baixo, vejo as estrias que estão aqui para ficar”, postou Stephanie na legenda de uma de suas fotos.

 

Dica da especialista

Segundo Paola Fasano, ginecologista e obstetra do hospital São Luís, em São Paulo, a barriga das mulheres pode ou não voltar a ser o que era antes da gravidez. “Tudo vai depender de quanto a musculatura abdominal irá distender durante a gestação”, afirma. De qualquer forma, se você é corredora e está se recuperando do parto, deve esperar um tempo para voltar.

 

Veja também: Posso correr grávida?

 

“O retorno para a corrida após o parto tem que ser gradual e a atividade pode ser retomada a partir de 60 ou 90 dias pós-parto, com orientação do obstetra. A recomendação para corridas mais pesadas, como maratonas, é que a corredora aguarde em torno de 4 meses“, recomenda Paola. Outro desabafo de Stephanie também é normal entre as mamães que acabaram de ter filhos. Em um depoimento à revista Newser, a atleta fala de alguns desconfortos. “Consigo correr em um pace de 5:20. Mas ainda sofro com a distensão dos músculos abdominais, e ainda faço xixi nas calças”, conta a atleta.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você